Últimas

10/10/2021

Rui Costa é o novo presidente do Benfica

A lista A recebeu 84,48% dos votos, enquanto a lista B somou 12,14% dos votos.


 

O presidente da Mesa da Assembleia-Geral do Benfica anunciou que Rui Costa foi eleito pelos sócios benfiquistas como o novo presidente do clube da Luz, sucedendo a Luís Filipe Vieira, que ocupou o cargo de presidente durante quase 18 anos, entre novembro de 2003 e julho deste ano.

Num ato eleitoral que contou com 40.085 votantes, que se traduziram em 808.298 votos, a lista A recebeu 84,48% dos votos, enquanto a lista B somou 12,14% dos votos.

2,72% dos votos foram entregues em branco e 0,56% foram considerados nulos.

As eleições

Rui Costa (lista A) concorreu pela primeira vez à liderança do Benfica, após ter sido ex-administrador da SAD e vice-presidente da direção de Luís Filipe Vieira, depois de uma sucessão que viu agora ser legitimada pelos sócios, com a demissão em bloco dos corpos sociais, em 01 de setembro, a acelerar a marcação do ato eleitoral.

Rejeitando o epíteto de “príncipe herdeiro” de Luís Filipe Vieira, a antiga ‘glória’ das ‘águias’ nos relvados (1991-1994 e 2006-2008) mantém na direção os ‘vices’ Fernando Tavares, Domingos Almeida Lima, Sílvio Cervan, Jaime Antunes e Rui do Passo, com Fernando Seara, ex-autarca da Câmara de Sintra e deputado parlamentar, a ser candidato à Mesa da Assembleia-Geral e Fernando Fonseca Santos ao Conselho Fiscal.

Na oposição, Rui Costa teve Francisco Benitez (lista B), principal rosto do movimento ‘Servir o Benfica’, que apoiou Noronha Lopes nas últimas eleições.

O empresário, de 57 anos, candidatou-se mediante seis condições, que a Mesa da Assembleia-Geral, liderada por António Pires de Andrade, aprovou no regulamento eleitoral, com destaque para a adoção do voto físico em urna em Portugal continental.

Pedro Casquinha, Carlos Lisboa Nunes, Bernardo Correia, Pedro Brinca, José Miguel da Luz e Victor Conceição serão vice-presidentes, ao passo que João Pinheiro e Nuno Leite são escolhas para a Mesa da Assembleia-Geral e o Conselho Fiscal, respetivamente.

As principais propostas de Rui Costa

Rui Costa e Francisco Benitez protagonizaram na quinta-feira o primeiro debate entre candidatos à presidência do Benfica nas últimas duas décadas, em vésperas do ato eleitoral agendado para sábado, do qual sairá o sucessor de Luís Filipe Vieira. Recorde o essencial do que foi debatido na BTV.

Em relação às principais medidas, Rui Costa propôs diminuir o número de futebolistas com contrato assim como a redução dos planteis, a retenção dos talentos da formação e implementar tetos salariais.

No que diz respeito ao Estádio da Luz, Rui Costa prometeu mudar os écrans gigantes, iluminação e qualidade de som; cobertura do exterior do Estádio da Luz; melhorar o conforto no Estádio da Luz e nos Pavilhões e alteração dos espaços publicitários entre os anéis para painéis eletrónicos.

Já no futebol, o antigo jogador quer tetos salariais nos primeiros contratos seniores e limitar plantéis ao máximo de 25 jogadores; potenciar o aproveitamento dos jogadores da formação; retenção de talentos formados no clube; integração de ex-atletas no projeto e encontrar um espaço dedicado para o futebol feminino e reforçar o investimento nos escalões de formação.

Para as modalidades, o agora presidente pretende avançar com a construção de futuro espaço para o alto rendimento e formação; lutar pela conquista 10 títulos anuais nas modalidades na vertente masculina/feminina; reforçar a presença de atletas do Benfica nos Jogos Olímpicos; regresso do ciclismo com procura de um parceiro para a modalidade e projetos de desporto adaptado.

 No clube em si, Rui Costa prometeu uma revisão estatutária; reforço da Marca Benfica internacionalmente com conteúdos próprios; renovação da BTV e reforçar a missão da Fundação Benfica e afirmar a responsabilidade social do clube.

Por fim, o antigo jogador que criar a Casa do Sócio, reforçar o número de associados do clube e dinamizar os canais de interação com os sócios.

Recorde de votos

O Benfica registou o voto de 40.085 sócios, numa votação que decorreu na Luz e em mais 24 casas do Benfica de norte a sul do país, bem como, através de voto eletrónico, nas ilhas e no estrangeiro.

Os números representam o ato eleitoral, ao qual concorrem o ex-futebolista Rui Costa e o empresário Francisco Benitez, mais participado da história do Benfica, superando os 38.102 nas eleições em outubro de 2020, e de acordo com o presidente da Assembleia Geral do clube, António Pires de Andrade, apenas superado pelo FC Barcelona

“Diria que é um recorde não só do Benfica, mas de todos os clubes do mundo, exceto o fc Barcelona, que já nos ultrapassou numa contagem, penso que atingiram 55.000”, referiu Pires de Andrade, em declarações à BTV.

Pires de Andrade disse ainda que todos saem satisfeitos e que a votação de hoje demonstra “que os sócios se interessam cada vez mais” pelo clube e que reitera os agradecimentos aos associados pela colaboração, num sufrágio sem problemas.

Post Top Ad

Blossom Themes