Últimas

09/10/2021

Efapel de José Azevedo fica com a décima vaga no ano de 2022

Sicasal estava interessada, mas não irá pedir a subida de escalão.


  A entrada de José Azevedo, ex-diretor da Katusha e da Delko, com uma nova equipa no ciclismo nacional, não irá ter a concorrência da histórica Sicasal, que tem pergaminhos na formação e assinalara ao nosso jornal a vontade de entrar na elite.

A intenção não terá sido concretizada à Federação Portuguesa de Ciclismo que, assim, não terá de escolher a quem caberia a décima vaga permitida pela UCI, decisão que teria em conta a estabilidade financeira do patrocinador, o trajeto no ciclismo e o ranking dos ciclistas.

A Efapel de José Azevedo é uma formação nova, mas tendo um patrocinador com quase uma década na modalidade - até este ano apoiando o grupo Full Racing -, e o diretor-desportivo recrutou atletas com boa pontuação, como Joaquim Silva, Tiago Antunes e Rafael Silva.

As nove equipas profissionais da época transata (Antarte-Feirense, Atum General-Tavira, Tavfer-Mortágua, Glassdrive-Q8, W52-FC Porto, RP-Boavista, Louletano, LA Alumínios e Kelly-Oliveirense) pediram licença UCI e todas vão manter-se na estrada, ainda que alguns dos patrocinadores possam ser alterados.

Post Top Ad

Blossom Themes