Últimas

26/09/2021

FC Porto ganha com facilidade em Turquel

FC Porto venceu por 6-1 na pista do HC Turquel com hat-tricks de Carlo Di Benedetto e de Gonçalo Alves

O bom início de época da equipa de hóquei em patins do FC Porto teve sequência em Turquel. Ao final da noite deste sábado, na Aldeia do Hóquei, os comandados de Ricardo Ares superiorizaram-se à formação local por claros 6-1 e somaram mais três pontos na luta pelo título nacional. O embate, relativo à segunda ronda do campeonato, começou a pender desde cedo para os azuis e brancos, que acabaram por alcançar um triunfo tranquilo e inteiramente merecido graças à pontaria de Gonçalo Alves e de Carlo Di Benedetto, que assinaram um hat-trick cada. Os avançados portistas continuam a exibir-se em grande forma, depois de já terem sido os autores dos quatro golos (dois cada um) com que os Dragões bateram o Óquei de Barcelos na ronda inaugural.

Logo ao terceiro minuto de jogo, Gonçalo Alves ergueu uma obra prima sob a forma de picadinha: o craque internacional português contornou a baliza da casa e bateu Diogo Almeida num gesto técnico sublime. Muito pressionante, o FC Porto obrigava o adversário a sucessivas perdas de bola e João Simões viu-se forçado a pedir um minuto de desconto. Na sequência do time-out, uma triangulação entre Rafa, Gonçalo e Carlo Di Benedetto deixou este último à boca da baliza e o francês só teve de encostar para o 2-0. A superioridade visitante mantinha-se, ainda que com menos fulgor, e a 90 segundos do descanso Di Benedetto bisou após nova assistência do camisola 77. Na etapa complementar a receita para o sucesso voltou a ser seguida à risca: passe de Gonçalo e finalização de Carlo para o 4-0 favorável aos forasteiros. Perante um público empolgado com o regresso ao icónico pavilhão da Aldeia do Hóquei, o HC Turquel reduziu praticamente de imediato, por Frederico Balmaceda. À entrada para os derradeiros sete minutos, os azuis e brancos beneficiaram de um penálti por bola presa do guardião adversário. Na cobrança, Gonçalo Alves rematou rasteiro e mostrou por que motivo é especialista nas bolas paradas. Do outro lado, Xavier Malián não se mostrou afetado com a falta de trabalho e negou o bis a Frederico Balmaceda desde a marca de livre direto. No minuto final, já depois de Carlo Di Benedetto ter rematado ao ferro, Gonçalo Alves imitou o companheiro de equipa na lista de marcadores, elevou a contagem até à meia dúzia e fechou o resultado em 6-1 a favor dos portistas.
 

Post Top Ad

Blossom Themes