Últimas

16/09/2021

Boa reação final insuficiente para FC Porto entrar a vencer na 'Champions' de andebol

Não foi feliz a estreia do FC Porto na Liga dos Campeões de Andebol 21/22, com uma derrota frente aos ucranianos do HC Motor.


 

O FC Porto estreou-se hoje no Grupo B da Liga dos Campeões de andebol com uma derrota na Ucrânia, diante do HC Motor (30-27), que se apresentou manifestamente superior, apesar da boa reação final da equipa portuguesa.

No Palace of Sports Yunost, em Zaporozhye, os ‘dragões’ desde cedo mostraram dificuldades para acompanhar o ritmo imposto pelos ucranianos, que ainda permitiram uma desvantagem inicial de 2-1, mas acabaram por conseguir dominar os portugueses, quer no capítulo ofensivo quer no capítulo defensivo.

O pivô Viachaslau Bokhan, autor de quatro golos só na primeira parte, foi quem mais estragos fez, muito por culpa da falta de acerto nas marcações, que depois não era compensada pelos ‘dragões’ num ataque sem objetividade.

Quando o Motor se colocou a vencer por 3-2, nunca mais perdeu o controlo do encontro e disparou para diferenças consecutivas de quatro golos, chegando mesmo, por várias vezes, a liderar por cinco tentos de vantagem, a primeira imediatamente após o ponta direito Miguel Alves desperdiçar um livre de sete metros.

A quatro minutos do tempo de descanso, Magnus Andersson abdicou de ter um desinspirado Mitrevski na baliza, para dar mais uma opção ao ataque ‘azul e branco’. Contudo, a estratégia não viria a resultar e o conjunto do leste da Europa ficou ainda mais confortável com 14-8 a seu favor.

Ao intervalo, registava-se 15-10 para os locais e, num dos primeiros lances do recomeço, António Areia entrou para dar outro ímpeto ao ataque, porém desperdiçou duas boas chances, ao atirar a bola por cima da barra na cobrança de um livre de sete metros, seguindo-se uma violação de área.

O FC Porto continuava a dar tempo e espaço ao eficaz Bokhan, a maior ‘dor de cabeça’ para anular, ao mesmo tempo que um 'novo' Mitrevski colocava em jogo os ‘dragões’ – conseguiram encurtar o marcador para apenas um golo de diferença (23-22).

Apesar da entrada menos boa, Areia viria a assumir-se como o melhor marcador da equipa lusa, bem secundado por Victor Iturriza, e o FC Porto conseguiu, finalmente, lutar pelo resultado a 10 minutos do final, ‘arrancando’ temporariamente um empate (27-27), anulado logo de seguida com os remates certeiros de Artem Kozakevych, Dmytro Horiha e do melhor em campo, Bokhan.

Na próxima ronda, agendada para o dia 23 de setembro, o FC Porto recebe os alemães do SG Flensburg-Handewitt.

 

Post Top Ad

Blossom Themes