Últimas

13/08/2021

“Temos que conseguir tirar a bola ao FC Porto"

Ivo Vieira afirmou que o arranque em falso no campeonato do Famalicão, com derrota em Paços de Ferreira por 2-0, é para tentar corrigir já frente aos ‘dragões’ e sublinhou que a equipa está preparada, apontando a estratégia.


 

O treinador do Famalicão salientou hoje as dificuldades esperadas diante de um FC Porto "fortíssimo", mas disse que os seus jogadores acreditam ser possível alcançar um bom resultado na segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“Temos que conseguir tirar a bola ao FC Porto, estar o mais tempo possível em posse de bola. Mas também sabemos que o FC Porto está sempre dentro desse momento, que é ter bola e controlar o jogo. Vamos tentar fazer o mesmo. É um jogo de ideias e comportamentos. O que for mais competente tira partido e vai ter mais bola”, disse o treinador na conferência de imprensa de antevisão da partida com o FC Porto.

Ivo Vieira está consciente das dificuldades que vai encontrar frente à equipa ‘azul e branca’, ainda assim não esconde a vontade de conquistar os três pontos.

“O FC Porto é uma equipa fortíssima. Muito pragmática, com jogadores com muita valia, tem um jogo muito prático, muito agressivo na procura da baliza do adversário. Preparámos esta semana para tentar que isso possa acontecer o menor número de vezes, conscientes do poderio que o FC Porto tem. Uma equipa que luta por outros objectivos que não os nossos. Mas temos que acreditar. Estamos aqui para lutar pelo que acreditamos”, referiu ainda.

Consciente de que este Famalicão não está ao nível que pretende para o resto da época, Ivo Vieira refere que ainda vão haver entradas para tentar minimizar as lacunas.

“Não sou um treinador que me iludo com pouco. Fizemos dois jogos e tivemos duas vitórias para a Taça da Liga, em que estamos um pouco distantes daquilo que eu prevejo que se possa fazer em termos de campeonato. Sei que nós não fizemos aquilo que eventualmente no futuro podemos fazer, em termos de dinâmicas, de controle de jogo, de atacar a baliza do adversário. Isso está identificado. A mais valia que temos não são os pontos, porque não somámos, mas é que toda a gente que está neste projecto sabe os passos que estamos a dar, sabe os momentos que passámos e sabe para onde queremos caminhar. O mercado estar aberto até ao fim do mês vai dar os ingredientes que necessitamos para o nosso jogo", frisou ainda.

Em relação ao mercado, o treinador famalicense é perentório: “Até ao último dia deste mês o mercado está aberto para entradas e saídas. Eu estou preparado para as duas situações. Vamos compor consoante as nossas necessidades. Devemos fazer mais duas ou três entradas e poderemos colmatar com alguma saída.”

O Famalicão vai realizar o quarto jogo oficial da época, depois de duas vitórias nas pré-eliminatórias da Taça da Liga e a derrota em Paços de Ferreira, na primeira jornada. Os famalicenses recebem, no domingo, às 18:00, o FC Porto, vencedor na recepção ao Belenenses SAD (2-0) na ronda inaugural, em partida da segunda jornada, com arbitragem de Nuno Almeida, da Associação de futebol do Alarve.

 

Post Top Ad

Blossom Themes