Últimas

07/08/2021

Sporting entra a vencer à boleia de Pote

Internacional português marcou os dois golos que abriram o caminho para a vitória leonina sobre o Vizela.

O Sporting entrou, esta sexta-feira, na nova temporada da I Liga tal e qual como terminou a última: a vencer de forma categórica. Desta feita, os campeões nacionais receberam e bateram o Vizela, em Alvalade, por 3-0.

Pedro Gonçalves deu ‘show’ e começou a construir a vitória com dois grandes golos, que surgiram já no segundo tempo. O terceiro e último tento pertenceu a Paulinho, que deu outra dimensão à festa no regresso dos adeptos às bancadas.

‘Susto’ acordou um leão que só teve olhos para o golo

Enquanto campeão nacional, e perante uma equipa recém-promovida ao principal escalão do futebol português, o Sporting era, teoricamente, favorito à vitória, mas o Vizela demonstrou, desde bem cedo, que não estava disposto a facilitar-lhe a vida.

Os minhotos assinaram uma exibição repleta de personalidade, procurando condicionar a saída de jogo dos leões e impor o seu jogo. De tal maneira que, logo aos oito minutos, chegaram mesmo a marcar, mas o golo foi invalidado por posição irregular de Cassiano.

Este ‘susto’ serviu para acordar os homens de Rúben Amorim, que, daí em diante, não mais saíram do meio-campo adversário, graças a uma dupla ‘omnipresente’ formada por João Palhinha e Matheus Nunes, e por um Rúben Vinagre ‘endiabrado’.

O clube de Alvalade foi somando oportunidade, a maior dela à passagem dos 30 minutos, quando António Nobre apontou para a marca de grande penalidade, por mão na bola de Koffi. No entanto, Jovane Cabral teve pontaria a mais e atirou à trave.

O luso-caboverdiano esteve, especialmente, desinspirado. Pertenceram-lhe as melhores oportunidades do primeiro tempo, mas, ora por desacerto, ora pela intervenção de Kiki Afonso, ficou a ‘zeros’ e as equipas recolheram aos balneários empatadas a ‘zeros’.

‘Suspeito do costume’ desfez o nó

Se a primeira parte ficou marcado pelo desacerto do ataque do Sporting, a segunda arrancou, desde logo, com o golo de Pedro Gonçalves. Lançado por Paulinho, o melhor marcador da última época da I Liga desferiu um grande remate que só parou no fundo das redes.

No entanto, o internacional português não estava satisfeito. Apenas 16 minutos depois, transformou um cruzamento, aparentemente, inofensivo de Ricardo Esgaio numa oportunidade de golo, que concretizou em grande estilo, deixando Charles ‘pregado’ ao relvado.

A ‘machadada final’ acabaria por surgir já aos 74 minutos. Nuno Santos, acabado de entrar para o lugar de Jovane Cabral, deixou a bola ‘direitinha’ nos pés de Paulinho, que só teve de empurrar para o golo.

O Sporting vence, convence e soma, assim, os três primeiros pontos da temporada 2021/22 do campeonato português. Já o Vizela, continua a ‘zeros’, mas deixou sinais de que tem margem para continuar a crescer.

Momento do jogo: O Sporting fez mais do que suficiente para merecer, pelo menos, um golo na primeira parte, que teimou em não aparecer. No entanto, logo a abrir a segunda, Pedro Gonçalves, com (mais) um grande momento de futebol, marcou e abriu caminho para a vitória.


 

Post Top Ad

Blossom Themes