Últimas

08/08/2021

Messi despede-se do Barcelona em lágrimas: "Estava certo de que ia seguir nesta minha casa e era o que mais queria..."

O jogador argentino mostrou-se visivelmente emocionado na hora da despedida.


 

Vinte anos depois, a conferência de imprensa do Adeus. Messi e Barcelona despediram-se, definitivamente, em Camp Nou, numa cerimónia onde as duas partes fizeram questão de .

Antes das primeiras palavras do jogador , foi exibido um vídeo com alguns dos melhores momentos (e tantos que eles foram) de Messi com a camisola do Barça.

Messi entrou, depois, em palco para falar sobre esta despedida e não conteve a emoção. Por entre muitas lágrimas, afirmou: "Até ao último momento estive a pensar no que podia dizer. É muito difícil para mim, depois de tantos anos. Não estava preparado. Se há um ano estava convencido, este ano não. Com a minha família, estávamos certos de que íamos seguir nesta nossa casa e era o que mais queríamos".

O astro argentino prosseguiu, agradecendo a todos os envolvidos no clube e lembrou tudo o que de bom e mau passou no clube. "Tudo isso me fez crescer e fez de mim a pessoa que sou hoje. Desde o primeiro dia que cheguei até ao último, dei tudo por esta camisola. Quero agradecer o carinho de todos. Parto com a minha mulher e com três filhos catalães e argentino", prosseguiu.

"Não pensei despedir-me desta maneira"

"Não pensei despedir-me desta maneira. Contava fazê-lo em campo, com os adeptos. Retiro-me desde clube sem os ver no estádio por mais de ano e meio e não estar junto a eles custa-me, mas foi assim que aconteceu. Resta-me agradecer todo o carinho que me deram ao longo de todo este tempo", acrescentou Messi.

Depois e voltar a agradecer e de ser fortemente aplaudido por todos os presentes na sala de imprensa, Messi respondeu então a algumas perguntas dos jornalistas.

Questionado sobre os melhores momentos que viveu, o argentino disse que tudo foi maravilhoso, destacando o sonho cumprido que foi a estreia pelo clube catalão.

Depois, confirmou que quando voltou de férias acreditava realmente que ia continuar no clube. "Por contingências da Liga, acabou por não poder ser", explicou, vincando que, da sua parte, fez tudo para ficar. "Posso assegurar que fiz tudo para ficar. O ano passado não queria e fiquei. Este não queria e não pude".

PSG é uma possibilidade

Quanto ao futuro, não avança novidades, diz apenas que vai começar tudo de novo, confirmando apenas que o PSG é uma possibilidade, mas diz que não tem nada certo com qualquer clube. "Agora vou começar do zero. Vai ser duro", sublinhou.

Ainda assim, admitiu que rumar a Paris é uma possibilidade. "É uma possibilidade, mas, até este momento, não tenho nada fechado com ninguém. É verdade que, no momento em que saiu o comunicado, recebi muitas chamadas, vários clubes estavam interessados, mas ainda não há nada fechado. Estamos a falar, obviamente", admitiu.

778 jogos, 672 golos e 34 títulos. Os números históricos de Lionel Messi no Barcelona

No clube desde os 13 anos, Lionel Andrés Messi, agora com 34, tinha um acordo para assinar por mais cinco anos, até aos 39, mas o ‘Barça’ adiantou que, apesar da vontade das partes, não será possível avançar com o mesmo e já se despediu do seu capitão.

Messi, que ‘aterrou’ em La Masia, a escola de formação do FC Barcelona, em 2000, estreou-se oficialmente pela equipa principal em 2004/05, depois de, já no escalão sénior, disputar 10 jogos e cinco golos pelo FC Barcelona C, em 2003/04, e 22 encontros e seis tentos pelo FC Barcelona B, em 2003/04 e 2004/05.

Na equipa principal, o futebolista natural de Rosário, onde nasceu em 24 de Junho de 1987, disputou 778 jogos, nos quais conseguiu 672 golos, dois registos ímpares na história do clube ‘culé’.

Em 17 épocas, Messi arrebatou 34 títulos, 10 dos quais internacionais, com destaque para quatro edições da Liga dos Campeões (2005/06, 2008/09, 2010/11 e 2014/15), prova em que marcou 120 golos em 149 jogos.

Na sequência desses triunfos, o argentino conquistou por três vezes o Mundial de clubes (2009, 2011 e 2015) - com cinco golos em cinco jogos - e por outras tantas, e nos mesmos anos, a Supertaça Europeia, com três tentos em cinco encontros.

Messi soma ainda 10 vitórias na Liga espanhola, tendo sido o melhor marcador em oito ocasiões, para um total de 474 golos, em 520 jogos, sete na Taça do Rei (56 golos, em 80 jogos) e outros sete na Supertaça espanhola (14, em 20).

Ao longo de 17 anos no ‘Barça’, foram também inúmeros os prémios individuais que conquistou, sendo sido eleito por seis vezes o ‘Bola de Ouro’, para o melhor jogador do ano, e conquistado por seis vezes a ‘Bota de Ouro’, para o ‘rei’ dos marcadores dos campeonatos europeus, feitos ímpares na história do futebol.

 

Post Top Ad

Blossom Themes