Últimas

18/08/2021

Jorge Jesus - "Benfica e PSV não deviam estar aqui, já deviam estar na Champions"


 Jorge Jesus anteviu, esta terça-feira, em conferência de imprensa (onde também esteve André Almeida), a partida da primeira mão do playoff de acesso à Liga dos Campeões, diante do PSV. O treinador do Benfica teceu rasgados elogios ao adversário e recusou 'abrir o livro' à forma como a equipa se irá apresentar, quer na defesa, quer no ataque.

Alterações até ao fecho do mercado: Não podemos fugir a esse tema. Até fechar a janela, nós, treinadores, temos que saber conviver com estas decisões e indefinições. Vamos vivendo o dia a dia. Estou extremamente satisfeito com a qualidade do grupo. Ninguém sabe o que pode acontecer.

Para que posição conta com André Almeida: Ele não joga só na direita. Joga na direita, na esquerda, como médio-defensivo, como central... Fez várias vezes estas posições comigo. É um jogador muito importante para a estratégia do treinador e da equipa. Onde o metes a jogar, ele joga sempre bem. Agora, está à procura do espaço dele. Os dez meses que esteve de fora tiraram-lhe competitividade, confiança... Hoje joga meia hora, depois 45 minutos, depois 90... É assim que vamos trabalhar com ele.

O que Vlachodimos fez para recuperar a titularidade: Tudo tem uma lógica. A lógica de começar a jogar teve a ver com o facto de o Helton ter sido expulso na última jornada, pelo que não pôde começar o campeonato. Tendo um jogo de Champions, contra o Spartak Moscovo, foi a partir daí que a balança melhorou para o lado do Ody. Jogou e a equipa ganhou. No segundo jogo, o Helton ainda não podia jogar, pelo que é seguir os momentos da época. Mas isso não lhe dá segurança nenhuma, nem a ele nem a ninguém. Pode haver alterações em todos os jogos, e os guarda-redes não têm muita hipótese, ou jogam, ou não jogam.

Gozo especial de bater um treinador alemão: O gozo especial é sempre a nossa valorização e a equipa com que possamos trabalhar. Não distingo os treinadores tão fortes assim. Distingo outros, como os argentinos e os portugueses, que são muito mais criativos. Tem muito a ver com as equipas onde trabalhar. Tenho a certeza de que o gozo não é o treinador em si, mas estar na fase de grupos da Champions. O Benfica tem uma equipa que merece estar lá, tal como eles também têm.

Benfica é favorito: São duas equipas que já deviam estar na fase de grupos, que se batem com qualquer equipa da Champions tirando aquelas três ou quatro equipas que são favoritas à vitória. É a diferença do objetivo, mas algum vai ter que ficar de fora. Agora, que são duas grandes equipas, é evidente. Para mim, a margem é igual. Os dois jogos é que vão ditar. Espero que o Benfica esteja muito focado naquilo que tem que fazer para passar esta eliminatória, que é o que mais queremos.

Até onde pode chegar o Benfica: Não tenho dúvidas de que o Benfica vai crescer mais, tal como as outras equipas. Se não crescessem, era sinal de que o trabalho de dia a dia não era valorizado. Os jogadores vão crescendo, e a equipa também cresce. Temos alguns jogadores que ainda não fizeram parte do grupo e que nos vão ajudar a ser muito mais fortes. O Benfica está numa caminhada de crescimento.

Jogar com dois ou três centrais: Só amanhã de manhã vou decidir. A equipa está muito confortável num e noutro sistema. Vou ver o que é melhor para parar um bocadinho a largura da equipa do PSV e tentar quebrar algum movimento do Gotze entre linhas.

Diferenças entre Gonçalo Ramos e Yaremchuk: Um tem mais experiência, como é óbvio, tem caraterísticas diferentes. O menino, Gonçalo Ramos, também pode jogar como número 9, acho que o futuro dele vai ser esse. Ultimamente, mesmo na formação, jogou muito como segundo avançado, o que lhe dá mobilidade que o Roman não tem. O Roman procura o espaço, por isso é que é goleador. Há esta diferença de um para o outro, por isso é que fomos à procura de um avançado diferenciado.

Gonçalo Ramos ou Yaremchuk: Podem jogar os dois, são dois jogadores que se podem completar. Ainda tenho um treino amanhã de manhã, ainda não decidi bem como vou lançar a equipa ao nível do sistema. Neste momento, estão os dois muito bem. Vou ter que ser eu a decidir por alguns pormenores que algum tem a mais e outro tem a menos.

Árbitro também esteve nos jogos contra PAOK e na final da Liga Europa perdida: Contra factos, não há argumentos. Já esteve numa final do Benfica da Liga Europa, contra o Sevilla. Acho que não tem uma coisa a ver com a outra. Ele tem qualidade como árbitro, e isso é que conta para nós. Não é por aí que o Benfica possa ter alguma desculpa com o árbitro.

Que PSV espera: O futebol holandês habituou-nos a olhar para as suas equipas sempre numa ideia de jogo ofensiva. É um futebol literalmente ofensivo, é a história que tem. Esta é uma equipa que pensa assim, com jogadores de qualidade ofensiva. É uma equipa forte. O Benfica e o PSV não deviam estar aqui, já deviam estar na fase de grupos, porque são duas equipas à imagem das grandes equipas da Champions. Vamos entrar um PSV muito agressivo ofensivamente, com jogadores de muito talento individual, que resolvem muitas situações sozinho. Um dos quais o Mario Gotze, que é um criador muito forte. Se lhe dermos muito espaço, vamos ter problemas. Há um conhecimento do que é esta equipa do PSV. Vou esperar um PSV super ofensivo.

André Almeida

Reacção ao sorteio da Liga dos Campeões: Estamos confiantes. Sabemos o trabalho que temos vindo a desenvolver. Nos também só temos vitórias até agora, por isso sabemos o trabalho que temos feito. Mas é claro que vemos qualidade do outro lado. É uma equipa forte e esperamos dificuldades, mas tudo faremos para levar de vencida o jogo de amanhã.

Pressão associada à importância do jogo: Quem vem para o Benfica, tem que estar habituado a esse tipo de pressão, porque aqui só se joga para vencer. Mas acho que é uma pressão boa, para estar numa competição bonita, onde estão os melhores jogadores. Penso que todos queremos estar a disputá-la.

Crescimento de Diogo Gonçalves: Tenho visto um grande crescimento de toda a equipa, não só do Diogo. Vejo um Gilberto também muito forte e a querer ajudar a equipa. A minha função passa por estar o melhor possível fisicamente para poder ajudar a equipa assim que o mister desejar.

Jogar num sistema de três centrais: O Benfica já joga com três centrais desde a segunda metade da época passada, e, como tal, eu não estava a treinar no campo, mas sim na sala, com o mister. Vou aprendendo os posicionamentos. Onde o mister achar que vou ajudar é onde estarei.

Que jogo espera: São duas equipas de qualidade e de futebol ofensivo, por isso espero um bom jogo, bem disputado, com as duas equipas a querer vencer.

O Benfica vai procurar, esta quarta-feira, dar um novo passo rumo à fase de grupos da Liga dos Campeões, na recepção ao PSV, para a primeira mão do playoff de acesso à prova milionária.

Antes disso, esta terça-feira, Jorge Jesus e um jogador passam pela sala de imprensa do complexo do Seixal, onde irão fazer a habitual ante-visão ao embate com a equipa dos Países Baixos.

Post Top Ad

Blossom Themes