Últimas

21/08/2021

Ganhou 9 vezes Le Mans e não esquece: "Só queria manter o carro em pista"

Tom Kristensen, o 'Mister Le Mans', falou sobre alguns dos momentos mais especiais para si antes da mais mítica corrida do desporto motorizado mundial.


 

É já este sábado, às 14h45, que se inicia a tão esperada corrida do Campeonato do Mundo de Resistência (WEC): As 24 horas de Le Mans. E quem melhor para falar desta mítica prova que o 'Senhor Le Mans', Tom Kristensen?

O piloto dinamarquês é o detentor do recorde de vitórias na mais famosa corrida do desporto automóvel - foram nove triunfos no circuito de Le Sarthe - e recordou alguns dos momentos mais marcantes pelos quais passou, antes da edição 89 das 24 horas de Le Mans.

Recorde-se que teremos três portugueses em prova: Filipe Albuquerque (vencedor na categoria LMP2 em 2020), António Félix da Costa e Álvaro Parente, e eles provavelmente quererão saber do mais precioso conselho de Tom Kristensen, que falou sobre o que é preciso para vencer em Le Mans.

"Precisavas de acreditar e de auto-confiança, mas sempre permitir-te em algum momento esperar um ou dois segundos. Pilotos sobre pressão tendem a cometer erros, portanto é necessário estar a u m bom nível mental. Não há dúvida também de que a tua equipa pode ajudar-te e precisas também de ter um carro bastante fiável", começou por dizer numa entrevista concedida pelo Eurosport.

O ano de 2021 marca também o regresso dos fãs a Le Mans. Em 2020 nenhum fã marcou presença na corrida e esse fator fará toda a diferença na opinião do 'Mister Le Mans.

"Definitivamente, os pilotos sentem a diferença. Quando conduzes em diferentes alturas, pela noite fora, tu consegues sentir o cheiro dos churrascos, ver as bandeiras e os fãs, e quando estás a lutar em pista com alguém, podes ver os fãs ao rubro. Esta é a natureza de Le Mans, é a melhor corrida do mundo, mas também uma grande festa, um festival do desporto motorizado, onde os fãs vêm de todos os cantos do mundo para apoiar as suas equipas e pilotos preferidos. É também uma corrida onde os pais levam os filhos mais pequenos para assistir à corrida", realçou.

O momento mais difícil para Tom Kristensen em Le Mans

Nove vitórias não é para qualquer um. Tom Kristensen guarda no coração e na memória cada uma delas, mas a primeira... é a primeira. E foi também naquele que foi o seu primeiro triunfo em Le Mans que o ex-piloto de 54 anos guarda o momento mais difícil na corrida francesa.

"Por acaso, ainda ontem à noite estava a falar sobre a difícil corrida de 2001 quando às 19 de 24 horas começou a chover torrencialmente. Esta foi a minha corrida mais difícil em termos de condução, só queria continuar e manter o carro em pista. Já foi há 20 anos", recordou Kristensen.

"A melhor vitória diria também que foi em 2001. Tínhamos perdido o Michele Alboreto num desastroso acidente num teste um mês antes da corrida. Depois aquela chuva às 19 horas de corrida foi realmente muito difícil. Normalmente, todos também me dizem que a corrida de 2008 foi das melhores, onde derrotamos os homens da Peugeot quando eu fiz equipa com o[Rinaldo] Capello e o [Allan] McNish. Perdemos várias vezes a liderança, mas saímos por cima. Em 2013, a minha última vitória também foi muito difícil", enalteceu ainda Kristensen.

 

 

Post Top Ad

Blossom Themes