Últimas

13/08/2021

Futebol profissional perdeu mais de 200 milhões de euros com a pandemia. Pedro Proença pede apoios à tutela

O valor foi revelado por Pedro Proença, presidente da Liga de Clubes, que apela ao governo para que faça mudanças e dê apoio efectivo às Sociedades Desportivas.


 

A pandemia teve um impacto de mais de 200 milhões de euros no futebol profissional, adiantou esta sexta-feira Pedro Proença, presidente da Liga de Clubes.

O líder do organismo, através de uma publicação nas redes sociais, cita um estudo que foi analisado hoje em reunião da Liga para apelar ao governo para que desbloqueie apoios às Sociedades Desportivas "tão massacradas no último ano e meio pela pandemia".

"A revisão dos seguros de acidentes de trabalho dos praticantes desportivos profissionais, bem como a criação de condições fiscais em sede de IVA, IRC e IRS que proporcionarão uma maior capacidade de captação de investimento no Futebol Profissional, são dois dos temas que podem, e muito, ajudar os nossos Clubes", afirma Proença.

O presidente da Liga realça ainda a necessidade do futebol se tutelado pelos Ministérios da Educação e da Economia, além da necessidade de reformular o regime jurídico das Sociedades Desportivas.

Pedro Proença considera ainda "necessário apostar numa participação multi-institucional na regulamentação das matérias deixadas em aberto pela lei da segurança e combate ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos espectáculos desportivos e, por último, mas não menos importante, a alteração do regime das apostas desportivas, com vista a estabelecer uma distribuição justa e equitativa da receita obtida pelas casas de apostas".

"São estas as reivindicações do Futebol Profissional, por forma a que as Sociedades Desportivas sintam algum apoio, não financeiro, mas efectivo por parte da tutela", conclui.

Post Top Ad

Blossom Themes