Últimas

15/08/2021

"Fiz umas 15 vezes a curva onde o Mauricio Moreira caiu", conta Amaro Antunes

Em declarações à RTP, o vencedor da Volta a Portugal, da W52-FC Porto, destacou o papel dos companheiros de equipa e do director desportivo, Nuno Ribeiro, na sua conquista.


 Vitória na Volta: "Acima de tudo, é a concretização do objectivo a que esta equipa se propôs. Estou a arrepiar-me, porque hoje de manhã fizemos umas três voltas ao circuito. Todos diziam que ia ser possível, o director foi incansável, estudámos o contra-relógio ao pormenor. Toda a equipa confiou, mas estes homens merecem."

Volta muito dura: "Foi uma Volta muito dura, foram dias de grande tensão, toda a gente dizia que não seria possível, mas temos um director [Nuno Ribeiro] que sempre nos disse que seria possível. Felizmente, hoje estamos aqui com a vitória. Quero dar uma palavra de apreço ao Maurício [Moreira], teve um azar, acontece [caiu no contra-relógio]. O desporto é mesmo assim."

Queda de Maurício Moreira: "Fiz essa curva umas 15 vezes, voltava e descia, para certificar-me de como era. Consegui ir buscar forças onde não sabia que as tinha. Quero agradecer à equipa, aos adeptos e a todas as pessoas que apoiaram."

 

Post Top Ad

Blossom Themes