Últimas

28/08/2021

FC Porto 3-0 Arouca: Dragão regressa às vitórias e sobe provisoriamente à liderança

Equipa de Sérgio Conceição chega aos 10 pontos, os mesmos do Estoril, e mais um que Benfica e Sporting, que ainda não jogaram nesta ronda.


 

O FC Porto venceu hoje na receção ao Arouca por 3-0, em jogo da quarta jornada da I Liga portuguesa de futebol, e juntou-se ao Estoril Praia na liderança da competição.

Depois do empate 1-1 no terreno do Marítimo, o colombiano Uribe, aos 24 minutos, o iraniano Taremi, aos 34, e o espanhol Marcano, aos 63, marcaram os golos dos ‘dragões’, que igualaram o Estoril Praia no topo da classificação, com 10 pontos, enquanto o Arouca permanece no 14.º lugar, com três.

O campeão Sporting, que hoje visita o Famalicão, e o Benfica, que recebe no domingo o Arouca, ambos com nove pontos, podem ultrapassar o duo de líderes.

Sérgio Conceição repetiu as escolhas do empate na Madeira, com nota de destaque para a recuperação de Otávio, que passou a semana lesionado, e para a ausência de Corona da ficha de jogo. Armando Evangelista também não fez qualquer alteração no onze.

O FC Porto entrou com mais bola, mas menos ameaçador do que o habitual, com o Arouca a conseguir antecipar as movimentações dos azuis e brancos - até ao 1-0, a melhor oportunidade fora um remate de Luis Díaz direto para as mãos de Fernando Castro.

Aos 24 minutos, porém, Matheus Uribe desbloqueou o marcador para a equipa da casa: o FC Porto começou por reclamar falta sobre Toni Martínez, mas Hélder Malheiro deu a lei da vantagem, Uribe serviu primeiro Otávio e depois, aproveitando um ressalto, surgiu dentro da área para abrir o ativo.

O golo deixou os dragões mais soltos no jogo e aos 34' Luis Díaz lançou Taremi nas costas da defesa arouquense, com o iraniano a levar a bola até à área e a rematar para o 2-0. Foi a estreia de Taremi a marcar esta temporada.

Com o jogo controlado, o FC Porto ainda podia ter feito o terceiro antes do intervalo, mas o remate cruzado de Otávio saiu ao lado da baliza - tinha opções para cruzar.

A segunda parte veio acentuar ainda mais o desequilíbrio entre as duas equipas, com os dragões a desperdiçarem várias chances, tendo chegado ao 3-0 já com Vitinha e Pepê em campo. Livre cobrado por Otávio, Pepe desviou ao segundo poste e Marcano (64') só teve de empurrar a bola com o corpo para o fundo da baliza.

Restava ao FC Porto gerir a vantagem até ao fim, mas a verdade é que o conjunto azul e branco nunca deixou de procurar o quarto golo. Pepê ainda fez balançar as redes aos 68', mas o lance foi bem anulado por posição irregular de Taremi. O marcador não voltou a mexer, mas ainda deu para Wendell estrear-se de dragão ao peito, já perto dos 90.

 

Post Top Ad

Blossom Themes