Últimas

11/07/2021

"Vieira não terá gostado que lhe espetassem uma faca nas costas"

Antigo vice-presidente comenta actualidade das águias.


Rui Gomes da Silva, antigo vice-presidente do Benfica, abordou este sábado a decisão da direcção encarnada em nomear Rui Costa como presidente na sequência da detenção de Luís Filipe Vieira.

"Acho que ontem [sexta-feira] exigia-se mais clarificação de Rui Costa Aquilo que se esperava, além da tentativa de entronizar alguém, que nos termos dos estatutos o primeiro vice-presidente assumia as funções interinamente. Rui Costa pretendeu transformar essa decisão interina num ato de posse como 'grande senhor', como se transformasse no imperador dos relvados", começou por apontar Gomes da Silva, em entrevista à TVI24, prosseguindo. 

"Há dois planos, um da legitimidade democrática, e outro, o da interinidade. Nos termos actuais, o Benfica tem de resolver os seus problemas de sucessão, não pode ficar órfão de poder. Se calhar os vice-presidentes achavam que hoje Luís Filipe Vieira ficaria em prisão preventiva e proibido de exercer funções. Não foi isso que aconteceu. Vamos ter uma longa noite de vingança em relação ao que foi a posição dos vice-presidentes e a de Vieira que, tendo andado com muitas daquelas pessoas ao colo, não terá gostado que no primeiro momento lhe espetassem uma faca nas costas, lhe omitissem o nome e dissesse que acabou e fossem à vida, esquecendo-o", vincou o antigo vice-presidente das águias.

 

 

Post Top Ad

Blossom Themes