Últimas

28/07/2021

«Simone Biles já suportou mais traumas aos 24 anos do que a maioria suportará na vida toda»

Andrea Orris, preparadora física norte-americana, revelou-se "frustrada" com as críticas à ginasta


 Andrea Orris, preparadora física que já trabalhou com Simone Biles, defendeu a ginasta numa publicação no seu Instagram, confessando estar "frustrada" com as críticas tecidas à norte-americana, numa situação em que a mesma optou por desistir da final de all-around nos Jogos Olímpicos depois de uma queda que, segundo Orris, poderia ter "acabado com a sua carreira".

"Frustra-me ver comentários sobre o facto de ela não ser forte mentalmente. Estamos a falar da mesma rapariga que foi abusada sexualmente pelo 'médico' da sua equipa durante toda a sua juventude e adolescência, que ganhou o título de campeã mundial mesmo tendo uma pedra no rim. As pessoas não sabem como qualificar as suas habilidades porque estão muito adiantadas para o seu tempo, com os inúmeros obstáculos que se estão a viver. Com tudo isto, consegue manter as responsabilidades com os seus acordos de patrocínio, os meios de comunicação, nas relações pessoais...", começou por escrever, antes de explicar a situação em que Biles se lesionou, garantindo mesmo que, com um "movimento em falso", poderia ter sido uma "lesão potencialmente mortal".

"Para quem não entende, o salto foi aterrador. Podia ter saído com uma lesão grave ao saltar daquela maneira. O facto de ter conseguido cair sobre os pés naquela situação, mostra a sua experiência e é incrível. A margem de erro numa acrobacia assim é incrivelmente baixa, um movimento em falso pode levar ao final de uma carreira ou a lesões potencialmente mortais".

Orris pediu "respeito e compaixão" pela atleta, frisando que esta "não merece o tipo de juízos que lhe estão a fazer": "Nunca conseguiremos entender as lutas pessoais dela. Ela merece respeito, compaixão, e não merece que façam este tipo de juízos que estão a fazer. Em primeiro lugar, porque é um ser humano. Em segundo lugar, por tudo o que já fez pelo desporto. Esta rapariga já suportou mais traumas aos 24 anos do que a maioria das pessoas suportará na sua vida", rematou.


 

 

Post Top Ad

Blossom Themes