Últimas

09/07/2021

"O campeonato de 2021 vai ficar para sempre como a Liga do Hugo Miguel"

Presidente dos dragões frisou que o árbitro lisboeta foi a figura principal do campeonato ganho pelo Sporting na época 2020/21.


Numa semana em que Pinto da Costa foi suspenso por 21 dias pelo Conselho de Disciplina por críticas à arbitragem, o presidente dos dragões, à série documental Ironias do destino, voltou a fazer duros reparos aos 'homens do apito', relembrando Calabote, Bruno Paixão e  Hugo Miguel.

"Ciclicamente, há arbitragens que marcam um campeonato. Assim como o de 1959 ainda hoje é conhecido como o campeonato do Calabote, o de 2000 foi o campeonato do Bruno Paixão. Fomos jogar a Campo Maior e foi de tal forma inqualificável a arbitragem que ainda hoje se fala no Bruno Paixão. Foi incrível e tendenciosa. Como este de 2021 vai ficar para sempre como o campeonato do Hugo Miguel. São arbitragens tão infelizes que marcam a própria história do campeonato", asseverou o líder azul e branco.

"Eu falo de factos, não faço juízos de valor sobre as pessoas nem sobre as suas intenções. Dizer que o Hugo Miguel não marcou três penáltis claros toda a gente disse, é uma realidade. E isso provoca-me indignação. Há gente que ainda não percebeu que há esse direito e o direito de se mostrar indignado quando as coisas não acontecem correctamente. Ainda há gente do antigamente que tem mentalidade retrógrada que não aceita que os outros, em liberdade, possam expressar a sua opinião", acrescentou.

 

 

Post Top Ad

Blossom Themes