Últimas

11/07/2021

Itália-Inglaterra: 'La bella Italia' ou 'Football is coming home'?

Euro'2020 encerra hoje com um confronto histórico no Estádio de Wembley, em Londres. 

Se a Itália já conta com um Europeu no palmarés, Inglaterra vai tentar alcançar o ceptro pela primeira vez.

Ponto final no Europeu 2020. Um mês depois do arranque desta edição histórica, em 11 países diferentes, ter arrancado em Roma, o mítico Estádio de Wembley, em Londres, será palco de um confronto histórico que coloca frente a frente Itália e Inglaterra, os dois resistentes nesta competição.

Um jogo como já se disse histórico, mas também ele inédito porque estas duas selecções se vão enfrentar pela primeira vez numa final para definir quem sucede a Portugal como campeão europeu.

Depois de uma fase de grupos em que terminaram ambos em primeiro lugar nos respectivos agrupamentos, Itália e Inglaterra chegam a este jogo decisivo desejosos de fazer história e levar para casa o tão aclamado troféu.

As duas equipas venceram cinco de seis jogos neste Europeu 2020, com os ingleses a tropeçarem apenas diante da vizinha Escócia, ainda na fase de grupos, e os italianos a 'despacharem' a Espanha com recurso às grandes penalidades, nas meias-finais, eliminatória em que os britânicos venceram a surpreendente Dinamarca que vendeu cara a derrota.

Com 60.000 espectadores nas bancadas de Wembley, às duas selecções falta apenas um passo para escrever história, que seria inédita para os ingleses que nunca conquistaram um Campeonato Europeu. Por seu turno, os italianos, uma das equipas mais galardoadas da Europa, conquistaram um Euro em 1968, e procuram um novo título que lhes escapa desde o Mundial 2006.

O jogo entre  estes dois conjuntos históricos está marcado para a noite deste domingo, às 20h00, no Estádio de Wembley, em Londres, e contará com arbitragem do holandês Bjorn Kuipers.

Treinadores em discurso directo:

Roberto Mancini:

Circulação de bola italiana: Contra Espanha tentámos jogar o implementar o nosso estilo de jogo, mas eles conseguiram, e bem, limitar-nos. A nossa identidade trouxe-nos até aqui e não temos intenção de a mudar. A Inglaterra é fisicamente mais forte do que nós, mas o futebol é um desporto jogado com a bola nos pés. Esperemos que a nossa técnica consiga vencer isso.

Cansaço dos jogadores: Será uma partida muito difícil, mas temos de pensar no nosso jogo. Será a última e se queremos desfrutar, é amanhã [domingo]. Depois, os rapazes vão de férias, mas podemos divertir-nos.

Jogo: Vai ser um jogo fantástico num estádio cheio, algo que é maravilhoso para quem ama este desporto. Conhecemos as qualidades deles e vamos ver o que vai acontecer. Não se alcança uma final sem se ter uma grande equipa.

Gareth Southgate:

O que pode fazer a diferença: Não se trata necessariamente de fazer melhor. A chave é conseguir atingir o nosso nível normal. Nas finais, muitas equipas acabam por ter uma exibição inferior. Este jogo agora é um desafio táctico diferente e temos que preparar-nos adequadamente para isso.

Equipa italiana: Quando se treina uma equipa, temos de observar tudo e passar apenas as informações mais importantes para os jogadores e não inundá-los com muita informação. Há jogadores fantásticos em toda a equipa italiana; eles têm um bom plano táctico, um treinador experiente e estamos numa final incrível. Também mostrado a nossa qualidade e vamos tentar fazer o mesmo amanhã.

Carta da Rainha e Primeiro-ministro ingleses: Foi fantástico receber a carta da rainha e do primeiro-ministro, dirigidas a toda a equipa. Também tivemos uma grande despedida, quando estivemos em St.George's Park. Todos os vizinhos saíram e formaram fila para nos despedirmos.

Itália: Donnarumma, Di Lorenzo, Chiellini, Bonucci, Emerson, Jorginho, Verratti, Barella, Chiesa, Insigne e Immobile.

Inglaterra: Pickford, Kyle Walker, John Stones, Harry Maguire, Luke Shaw, Declan Rice, Kalvin Phillips, Mason Mount, Sterling, Saka e Harry Kane.

Ausências:

Itália: Spinazzola

Inglaterra: Phil Foden (em dúvida)

 


 

Post Top Ad

Blossom Themes