Últimas

27/06/2021

Portugal falha final da qualificação para o Mundial de futebol de praia

Portugal falhou hoje a presença na final da fase de qualificação para o Mundial de futebol de praia, na Nazaré, após a derrota por 1-0 com a Ucrânia, mais eficaz no prolongamento de um jogo intenso e equilibrado.


As duas selecções tinham garantido no dia anterior um lugar no próximo Mundial, em Agosto, na Rússia, mas hoje empenharam-se a fundo para chegar à final, protagonizando um encontro de boa qualidade, que só o bom desempenho dos guarda-redes impediu que tivesse mais golos.

No primeiro encontro, na fase de grupos, Portugal ganhou à Ucrânia por 1-0, após uma partida muito disputada, tal como a deste de hoje, em que os ucranianos dominaram até meio do segundo período, controlando bem o ataque nacional.

A Ucrânia deixou um aviso logo aos dois minutos, num 'tiro' de livre ao poste direito da baliza de Elinton Andrade.

Portugal mostrou dificuldades a sair para o ataque e passou por apuros novamente aos seis minutos, quando o contra-ataque ucraniano apanhou Elinton fora da baliza: valeu a intervenção de Bruno Torres, que cortou em cima da linha de golo. 

O ascendente da Ucrânia manteve-se, obrigando Elinton Andrade a brilhar em três ocasiões a remates de Glutskyi, Nerush e Medved.

Portugal despertou, começou a ter mais bola e a chegar à baliza contrária. Na primeira situação mais flagrante, Bê Martins quase marcou num 'chapéu' subtil e oportuno, mas a bola foi à barra.

No derradeiro período, o jogo intensificou-se, com oportunidades repartidas e os dois guarda-redes a destacarem-se. Do lado português, Pedro Mano substituiu à altura Elinton e foi determinante a adiar do golo adversário, tal como Nerush na outra baliza. 

Novamente num 'chapéu', de Belchior, a seleção nacional quase marcou, mas Nerush estirou-se a tempo. E, logo depois, perto do fim, travou também Léo Martins, isolado frente à baliza da equipa de leste.

Sem golos, a decisão foi para prolongamento e aí a Ucrânia resolveu bem.

Com uma reentrada forte, os ucranianos marcaram aos 37 minutos: arranque pela direita de Voitenko, que disparou com potência ao ângulo superior esquerdo da baliza de Pedro Mano.

Portugal ainda esteve perto do empate num livre de Léo Martins, mas o remate levou a bola ao poste, frustrando a ambição da seleção de estar na final de uma competição que nunca venceu.

Jogo no Estádio do Viveiro - Jordan Santos, na Nazaré.

Ucrânia -- Portugal, 1-0 (após prolongamento).

No final do primeiro período: 0-0.

No final do segundo período: 0-0.

No final do terceiro período: 0-0

Marcador:

1-0, Voitenko, 37 minutos.

Equipas:

- Ucrânia: Sabatiuk, Voitok, Korniichuk, Zborovskyi e Meved. Jogaram ainda Shcherytsia, Glutskyi, Voitenko, Pashko, Zavorotnyi, Nerush (gr) e Sirenko.

Selecionador: Kostenko Mykola.

- Portugal: Elinton Andrade, Bê Martins, André Lourenço, Belchior e Léo Martins. Jogaram ainda Pedro Mano (gr), Rúben Brilhante, Bruno Torres, Von, Rodrigo Pinhal, Bernardo Lopes e João Cabral.

Selecionador: Mário Narciso.

Árbitro: Gionni Matticoli (Itália).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Bruno Torres (32).

 

Post Top Ad

Blossom Themes