Últimas

12/06/2021

Joaquim Rodrigues Jr. recupera terreno no Rali do Cazaquistão


 

Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) recuperou hoje terreno na terceira etapa do Rali do Cazaquistão, prova de abertura do Mundial de Todo-o-terreno em motociclismo.

O piloto de Barcelos, que sentiu desgaste prematuro do pneu traseiro na véspera, concluiu a tirada de hoje, que terminou em Aktau, na oitava posição, a 8.28 minutos do vencedor, o britânico Sam Sunderland (KTM), após 331 quilómetros cronometrados.

O português Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) recuperou hoje terreno na terceira etapa do Rali do Cazaquistão, prova de abertura do Mundial de Todo-o-terreno em motociclismo.

O piloto de Barcelos, que sentiu desgaste prematuro do pneu traseiro na véspera, concluiu a tirada de hoje, que terminou em Aktau, na oitava posição, a 8.28 minutos do vencedor, o britânico Sam Sunderland (KTM), após 331 quilómetros cronometrados.

"Foi mais uma etapa rápida, pelo que me diverti bastante na mota. Havia alguns locais perigosos devido à velocidade e ainda me perdi nas dunas dos últimos 30 quilómetros, mas consegui reencontrar a rota correta", explicou o piloto da Hero.

Joaquim Rodrigues Jr. mostrou-se, ainda, "satisfeito por ter colocado os problemas da véspera para trás das costas".

Já o seu companheiro de equipa, o luso-germânico Sebastian Bühler (Hero) foi sétimo, a 06.42 minutos do vencedor.

Na classificação geral, houve nova mudança de líder após esta segunda parte de uma etapa maratona, com o norte-americano Ross Branch (Yamaha) a assumir o primeiro lugar, com o tempo de 9:45.46 horas.

Branch tem 6.27 minutos de vantagem sobre o francês Adrien Van Beveren (Yamaha) e 7.22 minutos sobre o anterior líder, o austríaco Mathias Walkner (KTM).

Bühler é nono, a 7:39.32 horas e Joaquim Rodrigues Jr. é 10.º, a 7:44.10 horas do líder.

Nos automóveis, o árabe Yazeed Al-Rajhi (Toyota) venceu pelo segundo dia consecutivo, batendo o francês Mathieu Serradori (Century) por 6.47 minutos.

Na geral, o piloto árabe está, agora, na segunda posição, a apenas 22 segundos de Serradori.

Para sábado está prevista uma tirada, a penúltima da prova, com 308 quilómetros cronometrados.

 

Post Top Ad

Blossom Themes