Últimas

25/06/2021

"A equipa teve muito mais energia e deu muito mais contra a França"

 Renato Sanches perspetivou, nesta sexta-feira, em conferência de imprensa o duelo frente à Bélgica.

Acredita que foi nos seus músculos que a seleção ganhou mais intensidade no jogo frente à Alemanha: Acho que ajudei a dar intensidade à equipa, mas acho que globalmente a equipa teve mais energia e deu muito mais no duelo contra a França do que frente à Alemanha. 

Acredita que surgiu no 11 para ficar lá daqui para a frente? Eu sempre que entro, entro para dar o meu melhor e tive a oportunidade de jogar a titular frente à França. Acredito que fiz um bom jogo, à semelhança dos meus restantes colegas. Também podemos olhar para a exibição de outros, como por exemplo o Palhinha que entrou na segunda parte e esteve muito bem. Nós todos estamos bem e preparados para dar uma boa resposta quando o mister apostar em nós. 

Recomendações do mister para o confronto com a Bélgica: Claro que já falámos sobre a Bélgica, ainda hoje tivémos uma reunião. O mister é que está a montar a estratégia para atacar este adversário da melhor maneira e nós a única coisa que temos de fazer é responder da melhor maneira, seja quem for o escolhido para entrar no onze de Portugal.

Elogios procedentes de Fernando Santos ao seu corpo: Eu sou um jogador possante e utilizo o meu corpo para ajudar, e sinto-me bem com isso. Há outros jogadores que têm outro tipo de qualidades. Eu gosto de utilizar o corpo  e se é uma qualidade tenho de aproveitar, mas nem sempre é possível proteger a bola só com o nosso corpo.

Elogios às suas prestações: Hoje estamos bem, mas se amanhã estivermos mal também vão cair em cima de nós. Não é isso que faz de nós melhores ou piores jogadores. Não nos podemos levar pelos elogios ou pelas redes sociais, mas pelo que conseguimos fazer dentro de campo. Também é preciso desfrutar, mas sempre com a intenção de ganhar.

Mudança de quartel-general para a Cidade do Futebol: Acho que vamos estar em casa e nenhum jogador se vai sentir mais relaxado por estar em casa. E ter o povo connosco é ótimo, porque o apoio vai ser muito mais intenso. Esta mudança não pode mexer connosco emocionalmente.

Diferenças para o grupo que estava no Euro'2016: Eu acho que o grupo de 2016 também tinha muita qualidade, mas eram jogadores diferentes. Atualmente temos futebolistas que estão em grandes clubes e são atletas recheados de qualidade. Só espero é chegar à final e ganhar. Em 2016 apontei o dedo ao Eder e disse que ele ia marcar. Agora, quando chegarmos à final, logo vejo a quem aponto o dedo.

 

Post Top Ad

Blossom Themes