Últimas

15/05/2021

Benfica-Sporting: Quebrar invencibilidade para sonhar com o segundo lugar


 

Encarnados precisam de ganhar o dérbi contra o campeão se ainda quiserem ter hipóteses de chegar ao segundo lugar, Já os leões vão tentar manter o registo de jogos sem conhecer o sabor das derrotas.

O Estádio da Luz recebe, este sábado, o sempre histórico dérbi da cidade de Lisboa entre Benfica e Sporting, a contar para a 33.ª e penúltima jornada do campeonato português.

Em 'casa' dos encarnados, e depois dos leões terem garantido a conquista do título, que fugia há 19 anos, o clube da Luz terá obrigatoriamente de se ainda quiser ter hipóteses de poder alcançar o acesso direto à Liga dos Campeões, apesar de já estar garantida a presença nas pré-eliminatórias da competição.

Do outro lado, os comandados de Rúben Amorim, que regressa a um estádio que bem conhece, vão tentar continuar sem derrotas e ficar ainda mais perto de se tornar a primeira equipa a terminar uma época com o estatuto de imbatível, num campeonato com mais de 30 rondas.

Os leões, ao contrário do Benfica, chegam a este dérbi com apenas três dias de descanso, tendo algumas baixas importantes para a partida, como são os casos de Pedro Porro, lesionado, e do central marroquino Feddal, castigado.

Jorge Jesus, por outro lado, optou por fazer alguma gestão no jogo diante do Nacional, com algumas das principais figuras da partida a terem minutos de descanso sempre fulcrais para um jogo que promete ser de ritmo elevado.

O Benfica-Sporting está agendado para as 18h00 deste sábado, no Estádio da Luz, e terá arbitragem de Tiago Martins.

Treinadores em discurso direto:

Jorge Jesus:

Dérbi: É um dérbi, que é sempre apaixonante. Este ano não será tanto porque não há adeptos. Isso é um dos fatores que tira a quase totalidade da paixão. Já não sei quantos dérbis tenho... Já são uns 20. Estou habituado. Vai ser um jogo emotivo e equilibrado, independentemente dos objetivos do Benfica. É um jogo com responsabilidade acrescida. Este clube joga sempre para ganhar independentemente dos objetivos. Espero que seja um bom jogo, bem jogado pelas três equipas. Incluindo o árbitro, o VAR e por aí fora. O Benfica tem capacidade para sair vencedor.

Guarda de honra: Não é por mim, é por aquilo que é a tradição no futebol português. Felizmente posso dizer que já venci três campeonatos e ninguém me fez guarda de honra. Isso não é normal. O normal é dar os parabéns, coisa que já fiz. O resto é o jogo. Não mais do que isso.

Sporting sem derrotas: O nosso foco é sempre em função da vitória. Para nós isso não acresce muito mais. Trabalhamos para isso. Não é por aí que vamos correr. Nós corremos pelos três pontos.

Rúben Amorim:

Ausência de guarda de honra no dérbi: É verdade que não é tradição em Portugal. Poderá vir a ser, mas ainda não o é. Queremos é ganhar, e ficamos satisfeitos. Toda a gente assinalou este título como justo, e isso é o mais importante para nós. Para nós não é caso o Benfica não fazer a vénia porque não é tradição em Portugal.

Dérbi e ausências no encontro: É sempre um dérbi, e é importante para os adeptos. O Benfica ainda está na luta por um lugar, e nós já temos a nossa classificação feita. Temos coisas para andar para a frente. Temos que ver soluções e preparar o próximo ano. Temos o objetivo de não perder esta época, mas o mais importante é começar a construir o futuro e a preparar o que vem aí. Em relação ao Feddal, queria dar-lhe uma palavra porque tem andado a jogar muitas vezes lesionado, nunca consegue recuperar bem das lesões e tinha mesmo de parar. Mesmo que não tivesse o castigo ia parar. Tem de fazer um trabalho de recuperação para voltar ao melhor dele e isso não se notou. Isso revela a capacidade de sofrimento e qualidade dele.

Sporting é candidato ao título na próxima época? É campeão nacional, a pressão aumenta, mas não muda a diferença que temos para os rivais nem a nossa ambição que é vencer todos o jogos. Queremos melhorar, ser melhor na Europa, fazer mais golos e sofrer menos. Somos candidatos a ganhar a todos os jogos. Ganhámos um título, fomos mais fortes esta época, mas em termos globais não mudou assim tanto a diferença. Os jogadores cresceram e valorizaram, e o Sporting ganhou um título, mas ainda há diferença. Vai ser jogo a jogo mais um aninho.

Últimos resultados:

Benfica: V-V-V-E-V

Sporting: E-V-V-V-V

Últimos onzes:

Benfica: Helton Leite, Gilberto, Otamendi, Nuno Tavares, Pedrinho, Weigl, Chiquinho, Cervi, Waldschmidt e Sefetovic.

Sporting: Adan, Inácio, Coates, Feddal, João Pereira, João Palhinha, João Mário, Nuno Mendes, Pedro Gonçalves, Paulinho e Nuno Santos.

 

Post Top Ad

Blossom Themes