Últimas

07/04/2021

Miguel Oliveira apresenta equipa de jovens com o sonho de os levar ao Mundial

 

                      Pai do piloto gere projeto que pretende encontrar novos talentos para o futuro

O piloto português Miguel Oliveira (KTM) considerou esta terça-feira que "seria um sucesso" levar um piloto da sua nova equipa ao Mundial de velocidade, em que é o único luso a participar.

Oliveira falava aos jornalistas durante a apresentação da Miguel Oliveira Fan Club Team, uma equipa com cinco pilotos que vai participar nos campeonatos português e espanhol de velocidade em motociclismo, com pilotos que têm idades entre os 11 e os 14 anos.

Quatro portugueses e um espanhol compõem, para já, uma formação que pretende "passar a experiência" que Miguel Oliveira aprendeu durante o seu trajeto até ao Mundial de MotoGP, a categoria rainha do motociclismo mundial.

"Seria um sucesso podermos levar um piloto português ao Mundial. Que aprendam algo connosco, isso é o que nos vai deixar com a sensação de dever cumprido", frisou o piloto português, que milita pelo terceiro ano em MotoGP, agora na equipa oficial da KTM.

Na equipa na qual assume o papel "de mentor à distância", Miguel Oliveira tem este ano Francisco 'Kiko' Pires, de 14 anos, Afonso Almeida, também de 14 anos, Guilherme Gomes, da mesma idade, outro Afonso Almeida, de 11 anos, e o espanhol Fernando Bujosa Garcia, de 11 anos.

"Nasceu de um sonho e realidade que enfrentávamos há quatro ou cinco anos, com uma iniciação em Portugal pobre. Havia uma lacuna que achávamos que podíamos preencher e aportar toda a nossa experiência", explicou Miguel Oliveira.

Este ano, devido à pandemia de covid-19, não foi possível levar a cabo a Oliveira Cup, um troféu de iniciação, pelo que a alternativa passou pela criação da equipa.

"Este sonho levou-nos a reagir, face à impossibilidade de organizar uma Oliveira Cup nos moldes em que organizávamos. Agora passamos a ter o nosso foco na equipa. É um desafio diferente. É uma máquina grande, que envolve muita gente. Tentamos privilegiar ao máximo o piloto, que se sinta bem e tenha todos os meios necessários ao nível técnico", acrescentou Miguel Oliveira.

Já Paulo Oliveira, pai do piloto e responsável pela gestão deste projeto, reconhece que "é mais fácil trabalhar com os filhos dos outros".

"Para mim é mais fácil trabalhar com os filhos dos outros do que com o meu. No início, o percurso do Miguel foi uma descoberta. Não tínhamos qualquer experiência internacional. Agora temos isso para partilhar", destacou.

Segundo explicou, as verbas resultantes da venda de merchandising do piloto português revertem para este projeto que, juntamente com o apoio de diversos patrocinadores, permite pagar grande parte das despesas. "Os pais são chamados a comparticipar uma pequena parte, mas, ainda assim, é um esforço enorme para eles", explicou Paulo Oliveira.

'Kiko' Pires fará o Campeonato Nacional de Moto 4, assim como o mais novo dos Afonsos, que é o atual campeão nacional da categoria e que vai acumular com o campeonato espanhol. Guilherme Gomes também fará os campeonatos português e espanhol, mas de Supersport 300. Afonso Almeida fará o Nacional de Supersport 300 e Fernando Garcia o campeonato espanhol de Moto 4.

Para além das condições logísticas proporcionadas pela equipa, os cinco jovens têm, ainda, a oportunidade de treinar em pista com Miguel Oliveira, como aconteceu em fevereiro, em Portimão, bem como treinar duas vezes por semana no ginásio usado pelo piloto de Almada e com o mesmo preparador físico, tendo, ainda, à disposição ferramentas ao nível de fisioterapia e nutrição.

"O objetivo é encontrar o próximo Miguel Oliveira. Temos muito talento que só precisa de oportunidades", frisou Paulo Oliveira.

 

 

 

Post Top Ad

Blossom Themes