Últimas

10/04/2021

Fabio Coentrão fecha jogo 'impróprio para cardíacos' entre Boavista e Rio Ave


 

Internacional português assinou, já depois dos 90, o golo que selou o resultado final no Bessa

Boavista e Rio Ave protagonizaram, este sábado, aquele que foi, até à data, o jogo mais 'eletrizante' da 26.ª jornada do campeonato português, que culminou com uma igualdade a três golos no estádio do Bessa.

A história começou a ser contada logo aos três minutos, quando Yusupha colocou a bola no fundo das redes. Gelson Dala repôs o empate pouco depois, mas o mesmo Yusupha bisou ainda antes do apito para o intervalo.

Já no segundo tempo, os axadrezados sofreram uma queda ao 'inferno'. Primeiro, Hamache foi o segundo cartão amarelo e respetivo vermelho, e, depois, Carlos Mané, à passagem dos 70 minutos, atirou a contar e fez o 2-2.

Ainda assim, não baixaram os braços, e voltaram a colocar-se em vantagem já aos 83 minutos, graças a um auto-golo de Ronan. O golo que selou o resultado final surgiria já quatro minutos depois dos 90, e teve a assinatura de Fábio Coentrão.

Feitas as contas, o Boavista ocupa a 15.ª posição, com 25 pontos, apenas mais um do que o Marítimo, que se encontra imediatamente abaixo da 'linha de água'. Já o Rio Ave, regista 28 pontos, o que o deixa na 11.ª posição, em igualdade com o Tondela (que tem um jogo a menos).

 

Post Top Ad

Blossom Themes