Últimas

29/04/2021

"Árbitros têm de ter mais autoridade. Hoje levantam-se todos, até o gato"

 O Benfica joga na Beira Alta, nesta sexta-feira, para a 30.ª jornada da I Liga.

Tondela e Benfica defrontam-se, nesta sexta-feira, pelas 19 horas, num duelo relativo à 30.ª jornada da I Liga.

O treinador das águias, Jorge Jesus,  fez a antevisão à partida, nesta quinta-feira, mas também passou em revista alguns assuntos que marcam a atualidade do futebol português, como por exemplo os casos de Moreira de Cónegos e o comportamento dos treinadores.

Empate ao FC Porto abre esperanças para o segundo lugar: Faltando cinco jogos claro que acredito, até porque temos um confronto direto com o FC Porto. Agora estamos numa reta final, onde há cinco jogos e não temos créditos pontuais. Essa possibilidade de chegar ao segundo lugar mantém-se, agora precisamos de ganhar em Tondela.

Estrutura de três defesas: Tenho confiança para utilizar o Morato no sistema de 3-4-3.

Taarabt e Jardel: São dois jogadores que não vão recuperar para Tondela. O Taarabt penso que pode estar diante do FC Porto, o Jardel penso que não.

Ataques à liberdade de imprensa e agressão a um repórter de imagem: Isto é tudo um princípio do que eu penso da sociedade. Eu acho que as pessoas que estão a desempenhar as suas funções estão a perder autoridade. E isso também acontece com a polícia, que deixa andar...

Palavras de Carlos Carvalhal a condenar o comportamento dos treinadores: O Carvalhal depois do jogo em Braga também me ofereceu uma garrafa de vinho, já que está a falar disso (risos). Em Inglaterra há esse hábito, mas falamos de culturas diferentes. Nós, treinadores, e com os anos, vamos olhando para as coisas de uma forma diferente. A saída de Portugal fez-me olhar o futebol de uma maneira diferente. Eu penso que os árbitros têm de ter mais autoridade no jogo. Há muitos anos só o treinador é que podia falar no banco, mais ninguém. Hoje falam todos os jogadores, levantam-se todos, até o roupeiro, o médico e o gato. Toda a gente acha que tem opinião. Até dentro do jogo: antes era o capitão, agora são todos. O árbitro tem de se impor, e precisa mesmo de impor a sua autoridade. Se os jogadores não aceitarem vão para a rua. Todos nós temos de mudar para bem do nosso produto.

Casos de Moreira de Cónegos: Não fica muito bem da minha parte estar a comentar esse caso antes de um jogo com o Tondela, mas acho que todos nós temos de rever os nossos comportamentos enquanto  jogadores, treinadores, árbitros porque o futebol em Portugal é representado por estas pessoas. Nós temos de olhar para o nosso produto e começar a pensar que o futebol é muito mais importante que interesses individuais. Temos de abraçar essa causa.

Análise ao encontro: O campeonato português está muito equilibrado, e quando uma equipa dita grande joga fora de casa ainda mais difícil fica somar pontos. A nossa missão passa por conseguir os três pontos em Tondela, até porque é uma equipa difícil e está a fazer um campeonato acima do que fez nos últimos anos. Uma equipa com três/quatro jogadores espanhóis que dão uma qualidade muito boa à equipa. Volto a dizer que o campeonato em Portugal está muito competitivo.

 

 

Post Top Ad

Blossom Themes