Últimas

07/03/2021

Patrícia Mamona mostra a sua força

 

Depois de Pedro Pablo Pichardo, Patrícia Mamona garantiu presença na fase decisiva do triplo salto dos Europeus de Pista Coberta tentando repetir ou melhorar este domingo a medalha de 2017 (prata).

Patrícia Mamona qualificou-se na manhã deste sábado para a final do triplo salto dos Europeus de Pista Coberta, que decorrem na cidade polaca de Torun. À semelhança do que aconteceu no lançamento do peso, Portugal estará representado na fase decisiva da especialidade no quadro feminino e masculino, depois de também Pedro Pablo Pichardo ter conseguido apuramento direto para a final com a melhor marca de qualificação.

A atleta do Sporting, a única entre a delegação portuguesa que tinha à partida medalhas em Europeus de Pista Coberta (prata em Belgrado em 2017, apenas atrás da alemã Kristin Gierisch) e campeã europeia ao Ar Livre em 2016, deu uma grande mostra de força fazendo um primeiro salto logo a 14,43, garantindo a qualificação direta a par de Paraskevi Papahristou (14,36) com a sua melhor marca do ano e a um centímetro do seu recorde nacional em Pista Coberta. Senni Salminem (Finlândia, 14,22, recorde pessoal), Neele Eckhardt (Alemanha, 14,12, melhor registo do ano) e Ana Peleteiro (Espanha, 14,10) conseguiram também qualificação direta para a final, a que se juntam Neja Filipic (Sérvia, 14.09, recorde pessoal), Kristiina Mäkelä (Finlândia, 14,09) e Viyaleta Skvartsova (Bielorrúsia, 13,99). A israelita Hanna Minenko ficou assim fora das oito finalistas (10.ª, 13,73).

Post Top Ad

Blossom Themes