Últimas

14/03/2021

Histórico: Seleção Nacional de andebol está nos Jogos Olímpicos de Tóquio


Portugal venceu a França num jogo de loucos e garantiu uma qualificação inédita para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2021, no último segundo.

Portugal fez história e está, pela primeira vez, nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021! A confirmação aconteceu apenas no último segundo, depois de um jogo de loucos frente à França, em Montpelier.

7 inicial de Portugal: Manuel Gaspar, Diogo Branquinho, Alexandre cavalcanti, rui silva, Fábio Magalhães, António Areia e Vitor iturriza 

Os primeiros 15 minutos de jogo não correram de feição a Portugal, que viram a França concretizar um parcial de 0-2 ainda nos primeiros dois minutos, antes de Fábio Magalhães reduzir e apontar o primeiro golo da Seleção das Quinas. No entanto, os franceses demonstravam mais concentração e voltaram a responder com novo parcial de 0-2, ficando a vencer por 1-4 aos seis minutos. Com as duas equipas a apresentarem um sistema defensivo 6×0, a seguir a um golo de António Areia, a França marcou três golos e conseguiu não sofrer, chegando ao 2-7 e levando Paulo Pereira a pedir time-ou, quatro minutos depois. A Seleção Gaulesa continuava a aproveitar os erros de Portugal e quando o relógio marcava 14 minutos – altura em que os índices de eficácia rondavam os 45% para Portugal e os 85% para o adversário – já venciam por 5-11, mas foi nesse momento que os Heróis do Mar mostraram que tinham uma palavra a dizer. Nos nove minutos que se seguiram, a França não marcou qualquer golo e acabou por sentir muitas dificuldades em ultrapassar uma defesa sólida e móvel de Portugal, algo que foi aproveitado pela formação lusa. De 5-11, Portugal reduziu até ao 8-11, com Gustavo Capdeville em destaque na baliza e, mais tarde, até à margem mínima (12-13), resultado que se verificava ao intervalo e que dava uma enorme carga motivacional à armas portuguesa.

A segunda parte arrancou com António Areia a concretizar o empate a 13 golos, e com uma excelente execução do sistema 7×6, Portugal conseguiu resistir às investidas francesas, até André Gomes apontar o 18-17, naquela que foi a primeira vantagem portuguesa em toda a partida. Seguiu-se um período verdadeiramente frenético onde a palavra chave foi o equilíbrio e com Vincent Gerard e Gustavo Capdeville em evidência nas duas balizas. A França conseguiu sempre encontrar formas de segurar a vantagem e alcançou mesmo dois golos à maior (23-25), mas os Heróis do Mar acreditaram sempre que era possível vencer, literalmente até ao último. segundo. Perto do apito final, Rui Silva fez, de contra ataque, o 29-28, que deu a Portugal a qualificação inédita para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2021. A França ainda marcou, mas por uma fração de milésimos de segundo, a bola só entrou depois da buzina. Os gauleses vão estar, igualmente, na prova olímpica.

Portugal fez história, festejou como merece e dedica este feito ao Eterno #1.


 

Paulo Pereira, Selecionador Nacional, não deixou de relembrar a memória de Alfredo Quintana: “Não conseguimos isto sozinhos, desde que chegámos aqui, quero agradecer ao Alfredo Quintana e estes jogadores são enormes guerreiros, se não tivesse estes atletas era impossível. Foi excepcional. Houve momentos em que foi difícil gerir a situação mas tivemos audácia para continuar a procurar a vitória. Ninguém imagina a alegria imensa que temos neste momento e que todos os portugueses que acreditaram em nós desde o início sentem.” – destacou.

Fábio Magalhães, um dos mais internacionais de sempre, realçou: “Nós, pelos motivos óbvios, queríamos muito isto e, hoje, fomos incríveis. Estávamos todos no braço do Rui e o Quintana também e ele não podia falhar. É muito difícil colocar em palavras o que estamos a sentir. “ – rematou.

Gustavo Capdeville, guardião luso, não poupou em homenagens: “O Alfredo e o Humberto são duas pessoas incríveis, que não conseguiram estar aqui por motivos diferentes, todos acreditaram em nós e isso foi para mim o mais importante, para conseguirmos este contributo para a vitória, quero dedicar tudo isto a ambos” – afirmou.

Miguel Laranjeiro, Presidente da Federação de Andebol de Portugal, mostrou-se bastante satisfeito com esta conquista: “Um enorme orgulho, neste grupo, nos Heróis do Mar, que ultrapassaram grandes dificuldades com uma grande energia e ambição e é com este espírito que aqui estamos. Viemos aqui com um nome no coração, do Alfredo Quintana, e também é por ele que vamos a Tóquio. Hoje, o andebol português provou que é capaz de estar nos Jogos Olímpicos.” – destacou.

Calendário – Torneio Pré Olímpico

12/03/2021 – 17h30 – Tunísia : Portugal, 27:34 (11:15)
12/03/2021 – 20h00 – França : Croácia, 30:26 (12:15)
13/03/2021 – 17h30 – Croácia : Portugal, 25:24 (9:12)
13/03/2021 – 20h00 – França : Tunísia, 40:29 (21:13)
14/03/2021 – 17h30 – Croácia : Tunísia, 30:27 (14:13)
14/03/2021 – 20h00 – Portugal : França, 29:28 (12:13)

 

 

Post Top Ad

Blossom Themes