Últimas

22/02/2021

Repsol Honda Team apresentou a equipa


A Repsol Honda Team fez a apresentação oficial da sua formação, com Marc Marquez a confessar o objectivo, para já, é desfrutar de novo.

A pouco e pouco as formações do Mundial de Velocidade vão apresentando as suas cores para 2021, e hoje foi a vez da Repsol Honda Team. Tal como tem vindo a acontecer nesta pré-temporada, também a apresentação oficial da equipa oficial da Honda foi feita exclusivamente online. Em entrevistas pré-gravadas, responsáveis da equipa e pilotos falaram dos seus objectivos para 2021.

Marc Marquez, que cumpriu o seu 28.º aniversário há poucos dias, está ainda em recuperação da lesão que o afastou das pistas na temporada passada. O piloto espanhol declarou que não pode avançar uma data para poder voltar a montar a sua moto. Marquez diz que tem boas notícias cada que vez que vai ao médico e que vê melhorias semana após semana. Por isso, o objectivo para 2021 será um pouco diferente.

Objetivo é desfrutar

«Gostaria de dizer que é lutar pelo campeonato, mas creio que neste momento esse não seria o objectivo real», diz o piloto espanhol. «O meu objectivo principal agora é voltar a desfrutar em cima da moto, e re-encontrar as sensações. Não posso pretender montar-me na moto depois de 10 meses de recuperação de uma lesão e ser o mesmo desde o início. Há quem confie nisso, e agradeço, mas não vai ser assim. Tudo tem um processo, e esse processo teremos que ver se será mais curto ou mais longo, e como o poderemos fazer; teremos que saber gerir isso. Assim que começar a desfrutar em cima da moto, o resto surgirá por si», explica Marquez. O piloto espanhol explicou também que não chegou a ter problema com o nervo radial, o que complicou a lesão foi a infeção no osso.

O espanhol terá um novo companheiro de equipa, o seu compatriota Pol Espargaró. Os dois conhecem-se há muito, e chegaram mesmo a ser companheiros de equipa nas competições de formação no campeonato catalão, mas depois cada um seguiu o seu caminho.

Pol a cumprir o sonho

Este será o oitavo ano de Pol em MotoGP, e depois da Yamaha e KTM, a Honda será a terceira moto diferente que vai utilizar. Entrar na equipa oficial Honda é um sonho, por isso, o que sentiu quando vestiu este fato pela primeira vez? «Percebes que é real, que todo o trabalho realizado durante tanto tempo, e o que imaginei está a tornar-se realidade. Estas cores foram vestidas por muitos pilotos como Doohan, Crivillé, Hayden ou Mar, pilotos com um talento incrível, que venceram campeonatos. Agora está nas minhas mãos; estas cores agora têm o meu número, e é uma sensação muito especial», diz Po, Espargaró.

O seu objetivo para esta temporada? «É complicado. No ano passado vimos que foi uma montanha russa, a cada corrida os resultados eram diferentes e era muito complicado poder dizer quem era o piloto a bater. Mesmo assim, sei onde estou e o que significam estas cores. O meu objetivo é estar o mais acima possível, e no final do ano tentar lutar pelo campeonato», revela Espargaró.


 

 

 

 

 

Post Top Ad

Blossom Themes